Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

segunda-feira, 21 de março de 2011

Obama, Brasil, Chile, imprensa e joinviladas

A imprensa Americana segue pelo segundo dia espinafrando Barack Obama. Estão injuriados porque enquanto o País mergulha em mais um conflito no Oriente Médio, o presidente estava no Brasil, ensaiando jogadas de futebol, visitando favelas e pontos turísticos do Rio de Janeiro. Argumentam que em termos geoestratégicos a América Latina tem pouca representação. Analistas americanos, ligados a questões do continente, têm visões um pouco mais concordantes. Consideram que, embora em momento inadequado, a visita é, mais que promissora, necessária.
No plano governamental o presidente Dilma Roussef, pragmática, tratou apenas dos interesses brasileiros. Cobrou enfaticamente o fim dos entraves americanos ao café,carne, suco de laranja e etanol e uma posição favorável dos americanos à pretensão brasileira de ocupar uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU. Sem muito empenho pediram que os americanos revissem as exigências de visto antecipado para o ingresso no país dos brasileiros. Vale lembrar que hoje a maioria dos pomares de laranja da Flórida está em mãos de brasileiros e o Friboi, maior frigorífico do país, comprou o maior abatedouro dos Estados Unidos. Com jeitinho os brasileiros se adiantam aos governos e driblam barreiras.
No Chile imprensa, governo, e oposição se preparam para uma conversa menos festiva com Obama. Setores importantes da mídia nas edições de hoje dedicaram amplas espaços para cobrar do governo americano um pedido de desculpas aos chilenos por terem contribuído para a derrubada violenta do governo socialista de Salvador Allende.
A mídia chilena não esquece a cúpula das Américas de 17 a 19 de abril de 2009, em Trinidad e Tobago, quando Barack Obama recém eleito e surfando uma imensa onda de popularidade apertou as mãos do venezuelano Hugo Chaves, acenou com parcerias, voltou para a casa e esqueceu-se da parte americana ao sul do Equador. Agora os chilenos querem mais. E, ao contrário do Brasil, pedem em nome do continente.
Para este Joinvilense parece que Obama ouviu assessores diferentes dos falcões do Bush. Na condição de Nobel da Paz trouxe discurso e imagem de um americano diferente. Simples, sem arrogância,preocupado com pessoas e culturas, que quer fazer amigos, tanto nos negócios quando na política. Seus assessores sabem que não importa o que aconteça, as coisas no norte da África e Oriente Médio vão ficar muito pior na próxima década. A China, cuja economia alcança a Americana já percebeu isso e joga suas fichas na América do Sul.
O Brasil com o pré sal, suas imensas reservas de minérios, capacidade de produzir alimentos, liderança continental e estabilidade política é um parceiro muito mais confiável que qualquer outro no mundo. Politicamente também é importante isolar governos hostis da América Latina s como da Venezuela, Bolívia e Equador e Cuba

Coisas da Paróquia

PSDB elegeu, em aparente concórdia, o empresário Ivandro de Souza para a presidência. Tebaldi consagra-se como líder maior do partido. Nilson Gonçalves, para variar, não aparece nem justifica. Paulo Bauer, que mantém com Tebaldi uma relação de morde e assopra, alegou estar comemorando aniversário com a família.
Comemorou em Florianópolis. Logo é lá que estão seus interesses e amigos. Fábio Dalonso faz das tripas coração para manter em alta as simpatias joinvilenses pelo alemão.

Portelinha na Ilha

O jornalista Ricardo Portelinha, que assessorou o PSDB e respondia pela comunicação social da prefeitura de São Francisco do Sul, mudou-se para Florianópolis. Começou hoje na agência de publicidade da família de Jorge Bornhausen especializada em atender prefeituras.

Unimed em festa

Na próxima sexta-feira, 25, a Unimed movimenta Joinville com uma festa para 1500 convidados. Comemora os 40 anos de fundação e os 10 anos do Centro Hospitalar Unimed.

Valores da imprensa

Sob o comando de Vitor Guilherme, a TV da Cidade se firma como o veículo de mídia televisiva com mais espaço para Joinville, independência e com time de profissionais altamente qualificados da imprensa catarinense. Já contava com Veríssimo, Arivan,Toninho Neves, Caca Martins, Mira, João Francisco, Paulo Martini, Ramiro Gregório, Beto Gebaile, as promessas Thiago Dias e Renan Pereira e agora escala, para jogar com o Beto o Beto Gebaile,o culto e bem informado Reginaldo Jorge.

Nenhum comentário: