Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Congresso assalta a Nação

Ingo Hering, um dos maiores, senão o maior, empreendedor de Blumenau um dia, numa reunião com diretores das empresas, desgostoso com algumas decisões, disse: “Ainda bem que nossas empresas crescem à noite quando nossos diretores dormem”.
Em nosso País acontece o oposto. É justamente quando a Nação dorme é que nosso Congresso perpetra insolentemente suas patifarias. Aumentar em espúrio acordo de liderança em 7.343 o número de vereadores do país é assaltar a Nação da forma mais criminosa.
Todos os gastos com salários, móveis, salas, assessores, carros, computadores, café, ajuda de custo, papéis e diárias custarão mais de R$ 6 bilhões. Apenas com salários secos o cálculo mais conservador aponta que os gastos superam os R$ 250 milhões.
Cresce o movimento das forças responsáveis da Nação, embora tardiamente, contra este assalto. O Brasil tem de reagir.
Por que precisamos de mais vereador quando não temos médicos em quantidade e especialidades para atender nossa população?
Em Joinville o número de vereadores saltará de 19 para 25. Certamente temos com o número atual mais vereadores que oncologistas, cardiologistas e oftalmologistas atendendo nos postos de saúde de nossa cidade.
Como podemos aceitar que nossa Constituição seja reformada com um espúrio acordo de lideranças?
A Câmara de Vereadores, pelo menos aqui em Joinville, pode seguir o exemplo de Jaraguá e não permitir o parto desse monstrinho sanguessuga. Para que os seis novos vereadores venham assumir é necessário que a lei orgânica seja alterada. Basta que nossos legisladores atuais não cometam este atentado.

Nenhum comentário: