Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

terça-feira, 12 de abril de 2011

Coisas de um 12 de abril

Vamos para o espaço

Hoje se comemora o cinqüentenário da ida do primeiro homem ao espaço. Yuri Gagarin, um jovem piloto russo, filho de colonos foi o primeiro ser humano a deixar a atmosfera, romper a corrente da gravidade e flutuar no espaço. Duas frases dele fizeram história: “Olhei para todos os lados e não vi Deus”. Pura propaganda do materialismo dialético russo para alfinetar o puritanismo americano.
A outra expressão foi puramente humana, espontânea, criança: “A terra é azul”. Hoje conversei com o advogado Carlos Adauto Vieira sobre como Joinville viveu este momento lá no distante de 12 de abril de 1961. Muita gente não acreditou. A maioria ficou pasma. O dono do restaurante Riachuelo, que funcionava diante da Sociedade Harmonia Lyra, contrariando a tradição serviu feijão vermelho no almoço.
Passados tantos anos o homem já foi até a Lula, fez pousar duas naves em marte e tem satélites viajando para os confins do universo, muito além de nosso sistema solar. Aqui na terra tem empresário investindo em aeronaves que levarão turistas para o espaço. O piloto Rubens Barrichello está com passagens compradas. E nós que vivemos todo o século 20 temendo o ataque de marcianos estamos construindo equipamentos e tecnologia para invadir marte.

Funções de um secretário

Romualdo França está tomando ciência do aparato da Secretária de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de Santa Catarina que ele assumiu. Está descobrindo quem é quem e o que faz. Porém tem muita clareza de sua missão. Cuidar da imagem do governo que deseja se firmar com a filosofia de estar próximo do cidadão. Para isto tem de cuidar do varejinho. Fazer sala para vereadores, prefeitos, lideranças comunitárias, cuidar que escolas tenham portas, vidraças inteiras, sem banheiros entupidos e que funcionários estaduais além de suas atividades também sejam educados, corteses e tratem a todos como se fossem o tio favorito.
Numa segunda esfera tem de agir como animador do desenvolvimento regional proporcionando, provocando e oferecendo canais de comunicação e ação entre as secretárias de estado, entre estas e as prefeituras e entre prefeitos, vereadores e líderes da região. Aí atuará com foco mais forte na saúde, educação, segurança, agricultura e turismo.
No plano do macro desenvolvimento terá de atuar e será cobrado por tudo. Duplicação da 280, melhorias no porto de São Francisco, duplicação da Dona Francisca, melhorias no aeroporto de Joinville e construção do grande aeroporto comercial privado. Concluir a rodovia do Encanto e o acesso ao porto de Itapoá. Acesso à praia do Erwino e a ligação Barra do Sul-Br-101 Não será pouca coisa e não apenas para quatro anos.

Nenhum comentário: